SINDAEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E SANEAMENTO AMBIENTAL DE LODRINA E REGIÃO


Presidente, os trabalhadores da Sanepar não vivem só de elogios!

Presidente, os trabalhadores da Sanepar não vivem só de elogios!

Publicado em 0 Comentário

Em seu discurso de posse, o novo presidente da Sanepar, Ricardo Soavinski bem que reconhece o papel, a dedicação e a importância dos trabalhadores e trabalhadoras na elevação do nome da empresa em âmbito nacional e internacional.

Ele falou sobre a difícil tarefa de levar água de qualidade à população paranaense, tratar o esgoto e cuidar dos recursos hídricos, atividades que os saneparianos estão acostumados a cumprir no dia a dia, conscientes do trabalho para o qual são contratados, mas só se esqueceu de dizer quem se dedica para realizar tudo isso precisa ter uma contrapartida, um incentivo.

Uma prova disso é que nas diversas vezes em que citou os “Saneparianos” em sua fala o Ricardo não mencionou uma única vez a palavrinha mágica “valorização”.

Discursos, os trabalhadores e trabalhadoras da Sanepar já estão cansados de ouvir, principalmente na última gestão, na qual o presidente falava em “funcionários Nota Mil”, “melhor patrimônio da empresa” etc. e tal, sem, no entanto, tomar qualquer atitude de colocar isso em prática.

E é justamente isso que todos esperam ver: medidas que promovam a valorização daqueles que são responsáveis pelos ótimos resultados que a Sanepar e pela ótima qualidade dos serviços prestados, como forma de reparar erros de administrações que passaram ao longo da história da companhia sem reconhecer este papel.

Neste sentido, diretoria do SINDAEL lembra ao senhor Ricardo Soavinski que se “é primordial cuidar da casa”, como ele bem disse, que isso comece pela solução do impasse em que se encontra a negociação do ACT (Acordo Coletivo de Trabalho).

Tem também a questão do PCCR (Programa de Cargos, Carreira e Remuneração), que não atinge seus objetivos de proporcionar a ascensão na carreira dos cerca de 7 mil trabalhadores e trabalhadoras por não ter regras transparentes e contar com pessoas despreparadas para fazer avaliações funcionais.

Esperamos ainda que em sua gestão os equipamentos e a estrutura da empresa tenham o devido cuidado, pois se encontram sucateados, causando enormes prejuízos quando entram em colapso, gerando transtornos e prejuízos, além de acidentes de trabalho.

Cabe lembrar também que para nós, saneparianos e saneparianas, qualidade de vida não se resume em ter água tratada nas torneiras, porque para nosso sustento e de nossas famílias precisamos de bons salários, atenção à saúde, condições de trabalho e tudo aquilo que dê tranquilidade para podermos executar nossas funções.

Sabemos que sua intenção em preservar o meio ambiente e dar prosseguimento ao ótimo momento em que a Sanepar vive, mas acreditamos que sem uma transformação na política de pessoal, para que de agora em diante quem realmente carrega a Sanepar nas costas tenha o devido reconhecimento ,seu nome vai ser apenas mais um na galeria de ex-presidentes que a empresa teve ao longo de sua existência.

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *