SINDAEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E SANEAMENTO AMBIENTAL DE LODRINA E REGIÃO


Paraná debate MP de Temer que ameaça o saneamento básico

Paraná debate MP de Temer que ameaça o saneamento básico

Publicado em 0 Comentário

Maioria dos debatedores apontou o retrocesso que a MP 844 poderá acarretar nas políticas do saneamento do País

Os riscos que a MP (Medida Provisória) 844/2018 oferecem ao País foram analisados da Audiência Pública realizada na terça-feira (7/08), na Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba.

O debate foi uma iniciativa dos deputados Tadeu Veneri (PT), Péricles de Mello (PT), Rasca Rodrigues (Podemos) e Nelson Luersen (PDT) e teve como tema “Água e Saneamento no Paraná”.

Entre os convidados estavam representantes da Sanepar, da Embasa (Empresa Baiana de Saneamento), do Ministério Público Estadual, Sema (Secretaria de Estado do Meio Ambiente), da Fenatema (Federação Nacional dos Trabalhadores em Energia e Meio Ambiente) e de outros órgãos ligados à área do saneamento.

O SINDAEL esteve representado neste evento pelo presidente Alexandre Schmerega Filho e pelos diretores Adilson Benedito Cordeiro e André Gomes de Oliveira.

A presidente do SINDAEN e coordenadora do FAMA (Fórum Alternativo Mundial da Água), Vera Lúcia Nogueira, destacou a inconstitucionalidade da MP ao atacar o fim da universalização das políticas públicas de saneamento. “De fato, precisamos de uma reavaliação legislativa. Mas não desta forma, que representa um retrocesso. Assim o atendimento mais elementar de saneamento não vai chegar à população”, argumentou Vera ao lembrar que com as mudanças propostas pelo governo Michel Temer (MDB) moradores dos municípios mais pobres do País poderão ficar desassistidos dos serviços básico de água e esgoto.

Essa preocupação também foi levantada pelos demais debatedores, que apontaram a defesa dos interesses das empresas privadas como principal objetivo dessa MP.

. “Isso vai trazer grandes consequências para a população de baixa renda, porque a gestão privada vai buscar lucros e não atender a questão complexa do saneamento”, afirmou o representante da Embasa, Abelardo de Oliveira Filho, presente na Assembleia Legislativa do Paraná.

Alexandre Schmerega Filho. presidente do SINDAEL, ressaltou a importância dos trabalhadores abraçarem a luta em defesa do saneamento

Alexandre Schmerega Filho, presidente do SINDAEL ressaltou a importância dos saneparianos abraçarem a luta contra a aprovação da MP do Saneamento.

“Todos sabem as consequências da privatização de empresas públicas e por mais que a Sanepar já tenha parte de suas ações nas mãos de acionistas privados, o controle ainda está nas mãos do Governo do Estado. Se isso acabar, não teremos mais concursos públicos para admitir novos funcionários, direitos atuais serão cortados e quem tem salários mais altos estará com o emprego ameaçado, sem falar na queda da qualidade dos serviços que a empresa vai passar a oferecer e o preço das tarifas”, alertou.

Para evitar que a MP 844 seja aprovada, Alexandre orienta o envio de mensagens aos deputados e senadores do Paraná cobrando a rejeição dessa proposta de Temer, além de tomar cuidado na hora de votar nas eleições deste ano para não eleger inimigos do saneamento básico.

Fonte: Assessoria Assembleia Legislativa do Paraná

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *