SINDAEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E SANEAMENTO AMBIENTAL DE LODRINA E REGIÃO


Pressão dos trabalhadores enterra MP da Sede e da Conta Alta

Pressão dos trabalhadores enterra MP da Sede e da Conta Alta

Publicado em 0 Comentário

Obstrução feita pelos deputados de oposição a Temer conseguiu impedir a aprovação da MP 844, que não tem mais tempo hábil para ser apreciada na Câmara

Graças à resistência dos trabalhadores do setor de saneamento e das entidades que defendem o saneamento público no País, a MP (Medida Provisória) 844/2018 não foi votada na Câmara dos Deputados nas sessões de segunda e de terça-feira (12 e 13/11).

Parlamentares da oposição obstruíram a pauta de votações e a condição para que a MP tramitasse na casa era a realização de uma reunião entre os deputados contrários à privatização do saneamento com o Ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

Como na reunião Baldy não aceitou mudar os pontos mais polêmicos da MP da Sede e da Conta Alta, como é mais conhecida no País, seu texto não foi lido no Plenário, inviabilizando sua votação. Com isto, não haverá tempo hábil para que a matéria seja aprovada antes do dia 19 de novembro, quando a MP do governo Michel Temer (MDB) perderá sua validade.

Unidade na luta

Dirigentes das entidades que compõem a FNSA (Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental) estão em Brasília desde domingo (11) fazendo contatos com parlamentares para apontar as consequências nefastas de uma possível aprovação dessa medida e na base do diálogo e do convencimento conseguiram virar alguns votos.

Somado a isso, a obstrução feita pelos parlamentares do PT, PCdoB, PSOL, PDT e PSB foi fundamental para impedir a votação e aprovação da MP 844 esta semana, enterrando esse golpe de Temer nos serviços essenciais para a população brasileira.

“Foi a união, a resistência, a mobilização e determinação dos trabalhadores que nos deu essa importante vitória junto ao Congresso Nacional que enterrou a MP 844/18 (…) Quero parabenizar e agradecer a todos os urbanitários e urbanitárias pelo esforço de meses seguidos e a todos os parceiros aos quais estivemos lado a lado nessa luta aguerrida: entidades da Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental, movimentos sociais e populares, academia e parlamentares conscientes da importância da água e do saneamento como direitos. Foi uma importante vitória que nos dá ainda mais força para continuarmos nossa jornada de resistência em prol da justiça social que todo o povo brasileiro merece. Parabéns a todos!”, declarou Pedro Blois, presidente da FNU (Federação Nacional dos Urbanitários).

Fonte: FNU

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *