SINDAEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E SANEAMENTO AMBIENTAL DE LODRINA E REGIÃO


ACT 2019/2020: promessas não enchem barriga!

ACT 2019/2020: promessas não enchem barriga!

Publicado em 0 Comentário

Data base já chegou, mas diretoria da Sanepar ainda não resolver a questão do ACT 2019/2020

Decorridos mais de dois meses do protocolo da pauta de reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras da Sanepar junto à empresa, a diretoria não se empenhou para negociar com os Sindicatos o ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) 2019/2020.

Clique aqui para ler a pauta de reivindicações.

Em função desse descaso, a data base, 1º de março, não foi respeitada e sequer agendaram a próxima reunião para que seja apresentada uma contraproposta pela Sanepar.

Embora a Comissão de Negociação tenha garantido que a data base seria mantida, garantindo os direitos atuais, os cerca de 7 mil empregados concursados estão na expectativa de receber seus salários reajustados e avanços, levando em conta o excelente desempenho obtido pela empresa no ano passado.

Os trabalhadores e trabalhadoras ainda têm esperança de ter sua dedicação reconhecida, não somente em discursos do presidente de plantão, mas com a implantação de uma política de valorização para que a melhor empresa de saneamento do País também seja a que mais se preocupa com seu quadro de pessoal.

Discurso de sempre

Mas, infelizmente, não é isso o que está ocorrendo. A cada nova diretoria que assume o comando da Sanepar surgem promessas de dias melhores, mas na prática a realidade é bem diferente e a toda negociação do ACT a Comissão de Negociação joga na mesa o mesmo rosário de lamentações e desculpas de que não é possível avançar por isso ou aquilo.

Enquanto isso, os mais de 900 coordenadores, comissionados, assessores e consultores seguem ganhando altos salários sem se preocupar com o peso que representam na folha de pagamento da empresa, emperrando com isso a melhorias para aqueles que trabalham de fato para atingir metas e elevar a cada ano o lucro da Sanepar.

Sabendo que com fé e muita luta será possível mudar essa situação, os Sindicatos majoritários aguardam a retomada das negociações em torno do ACT 2019/2020 para recuperar o tempo perdido.

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *