SINDAEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E SANEAMENTO AMBIENTAL DE LODRINA E REGIÃO


SINDAEL notifica advogado para prestar contas sobre ações judiciais

SINDAEL notifica advogado para prestar contas sobre ações judiciais

Publicado em 0 Comentário

A Diretoria do SINDAEL não tem acesso às ações judiciais movidas em busca de direitos dos trabalhadores. Todos os processos são de responsabilidade dos advogados que ingressaram com as ações na Justiça

Em razão de muitos boatos que estão circulando entre os trabalhadores e trabalhadoras que atuam na base territorial do SINDAEL, o presidente interino, Marco Antonio de Paula Santana enviou no dia 28 de novembro Notificação Extrajudicial ao advogado Carlos Roberto Ferreira, para que o mesmo apresentasse, no prazo de 48 horas, prestação de contas sobre as ações que o Sindicato tem na Justiça do Trabalho recorrendo direitos da categoria.

Até o presente momento, o Sr. Carlos não apresentou as informações requeridas, em total desrespeito aos trabalhadores e trabalhadoras, que estão sendo bombardeados com inverdades acerca do ganho de ações que ninguém sabe do que se trata e nem mesmo quais foram as pessoas beneficiadas.

Essa mesma Notificação foi apresentada em 2018 pelo presidente interino Marco Antonio de Paula Santana ao diretor Jurídico do SINDAEL, Benedito Adilson Cordeiro, solicitando a Prestação de Contas sobre as ações que estão tramitando na Justiça. Ao invés de fazer isso, atribuição que é de sua responsabilidade pelo cargo que ocupa na entidade, Benedito tem agido com interesses diversos e recentemente soltou nas redes sociais uma Certidão Explicativa referente ao processo 00000792120185090018 sem dar maiores explicações aos trabalhadores e trabalhadoras quanto, gerando muitas expectativas.

A Diretoria do SINDAEL pesquisou na internet e constatou que este processo é referente a créditos do FGTS e que recebeu sentença favorável em primeira instância. Nenhum centavo entrou na conta do Sindicato e cabe agora ao advogado Carlos Roberto Ferreira, bem como ao diretor Jurídico, Bendito Adilson Cordeiro, responsáveis pelo ajuizamento dessa ação, informar a todos os trabalhadores e trabalhadoras se o dinheiro foi liberado pela Justiça, quem recebeu ou vai receber, bem como explicar se a Sanepar ainda poderá recorrer junto à segunda instância.

Da mesma forma, cabe a estes dois senhores explicar como está a tramitação das diversas outras ações que foram ajuizadas na Justiça em nome do SINDAEL. 

Segundo Marco Santana, a atual assessoria jurídica do SINDAEL, em conjunto com a assessoria de comunicação já está providenciando a disponibilização de um canal de Consulta Processual para que os trabalhadores possam acessar os processos a partir do site da entidade na internet. 

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *