SINDAEL - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ÁGUA, ESGOTO E SANEAMENTO AMBIENTAL DE LODRINA E REGIÃO


90,29% dos copelianos rejeitam proposta da empresa

90,29% dos copelianos rejeitam proposta da empresa

Publicado em 0 Comentário

Diante deste resultado, os Sindicatos solicitaram reabertura das negociações com a Copel e já avisaram que se não houver avanço os trabalhadores vão deflagrar greve

“Não à perda de direitos”. Esta foi a resposta dos copelianos à proposta da empresa que corta 1/3 do Abono de Férias e ainda propõe estabelecer modelo de remuneração variável. Em votação histórica, com a participação de 5.151 funcionários, 4.651 recusaram a minuta apresentada pela Copel e aprovaram paralisação no dia 6 de novembro caso a direção não retome as negociações.

A recusa é equivalente a 90,29% dos votos dos trabalhadores que participaram da votação. Agora, a Copel será informada desse resultado e os Sindicatos vão pedir a reabertura da mesa de negociação para apresentar novas demandas dos empregados.

A proposta da Copel rejeitada previa reposição salarial, Auxílio-alimentação, Vale-lanche e auxílio PCD reajustados pelo INPC do período (2,92%), retirada da cláusula que trata do Abono Salarial, retirada do Abono de Férias (1/3) e do piso de férias (com manutenção apenas o 1/3 constitucional). O presidente da Copel, Daniel Slaviero Pimentel, ainda queria implantar um modelo de remuneração variável.

Clique aqui para ler mais.